Farmácia Calvário
Farmácia Calvário
Precisa de ajuda?
O nosso conselho

Registe a nossa newsletter

Para receber todas as novidades, lançamentos e campanhas
@

Colesterol

 Colesterol

 

O que é o Colesterol?

Vigiar o colesterol deve ser parte da rotina de saúde de todas as pessoas. Jovens, idosos, homens ou mulheres.

Porque o mau colesterol não escolhe as suas vítimas! Ele é um inimigo invisível e o coração o seu alvo preferido.

É provável que já tenha ouvido falar em colesterol, mas também é provável que não saiba exactamente de que se trata e que, por isso, não tenha consciência de que é uma das causas da elevada taxa de ataques cardíacos e de acidentes vasculares cerebrais (mais conhecidos como tromboses), as duas situações que mais matam os portugueses. Pois é: o colesterol está na base desta e de outras doenças.

O colesterol é uma substância semelhante às gorduras presente em todas as células do nosso corpo. Produzido no fígado, ele é necessário ao funcionamento do organismo.

 

Porque está elevado?

Normalmente, o fígado produz as quantidades suficientes, mas há alimentos que fornecem quantidades suplementares de colesterol, criando-se uma situação de excesso. Ou seja, o nosso organismo tem mais colesterol do que necessita. E é esse excesso que pode ser prejudicial à saúde. Vejamos como: o colesterol e os triglicéridos (outro tipo de gorduras) combinam-se com proteínas dando origem às lipoproteínas, as quais podem ser de alta ou baixa densidade. E é aqui que começa a divisão entre o bom e o meu colesterol.

 

O bom e o mau colesterol...

O colesterol de lipoproteínas de alta densidade (HDL) é vulgarmente designado como "colesterol bom". Isto porque é através dele que se elimina o colesterol em excesso presente no sangue, contribuindo para um menor risco de doença cardíaca. Níveis baixos de HDL no sangue podem aumentar esse risco. Quanto ao "mau colesterol" é aquele que é constituído por lipoproteínas de baixa densidade (LDL), as quais transportam o colesterol para o organismo.

Ora, quando há colesterol a mais ele deposita-se nas artérias, fazendo com que se tornem mais estreitas. A quantidade pode ser tão grande ao ponto de entupir a artéria e impedir a passagem do sangue. Ora, se não houver fornecimento de sangue ao coração pode dar-se um ataque cardíaco. Se for interrompido o abastecimento do cérebro a consequência pode ser um acidente vascular cerebral. Fica claro por que se chama a este o "mau colesterol".

Assim sendo, quando é que se considera que o nível de colesterol é elevado? Segundo a Sociedade Portuguesa de Aterosclerose, quando, num adulto, é igual ou superior a 190, medindo-se o nível em miligramas de colesterol por decilitro de sangue.

 

Quem costuma ter o colesterol elevado?

Sabe-se que uma em cada cinco pessoas tem o colesterol elevado. Nalguns casos, a situação é temporária. É o que acontece durante a gravidez, mas cerca de 20 semanas após o parto os níveis de colesterol regressam ao normal.

Também com a menopausa as mulheres podem ver os valores de colesterol alterados e, em regra, após os 50 anos, apresentam taxas superiores às dos homens com a mesma idade. Antes da menopausa acontece precisamente o oposto, com os homens a terem níveis de colesterol superiores aos das mulheres da mesma idade. Situações de stress podem igualmente desencadear uma subida dos níveis de colesterol, mas apenas na medida em que a pressão a que o indivíduo está sujeito interfere no seu estilo de vida. Isto é: em períodos de maior tensão, as pessoas procuram compensar-se - fumam ou abusam dos alimentos ricos em gordura, e estes, sim, são factores que agravam a taxa de "mau colesterol".Também pode acontecer que o colesterol seja genético, sabendo-se que os genes têm influência na percentagem de LDL (mau colesterol), pelo facto de determinarem a rapidez com que se forma e se elimina no sangue.

Controlar, controlar, controlar Mas na grande maioria dos casos o colesterol elevado resulta do estilo de vida dos indivíduos e é actuando sobre esses hábitos que é possível controlar o colesterol.

Cura não há, mas o mau colesterol pode e deve ser controlado.

Fonte: Anf